Seguidores

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Pequenos poemas

Vago pela noite 

Vago pela noite,
sinto a brisa fresca no meu corpo leve.
As arvores sussurram algo que não entendo.
Os pássaros noturnos com seus olhos brilhantes
me observam em silêncio.
Sinto a paz que me transborda, não quero
parar, quero apenas seguir e deixar que
o vento me leve ao seu encontro.





ouvirias o som das papoilas a norte
e teriam ciúmes de nós...
Se hoje viesses, meu amor!
as estrelas beijariam o céu
bebendo das cascatas de mercúrio e venus.
Se hoje viesses e não fosse ontem
te cantaria os salmos no vale mais a sul
numa madrugada fora de portas…

Helena Correia