Seguidores

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Lindos poemas

RELUZ

Luz
muita luz
ofuscando o corpo
a alma reluz
Ao amanhecer
reacende
A Paz
em amarelos raios traduz
(Zeca Pestana)




"Ouviste o meu grito voando perdido?
Aquele que lancei ao vento da noite
e as árvores embalaram em jeito de mães?


Esperei pelo eco na luz da madrugada
escutei cada som para saber a resposta
só me chegou o silêncio.


Perdeu-se o meu grito.

Talvez o encontres dentro de ti."
 (AD)